O Louvor é para Allah, O Louvamos, pedimos Sua ajuda e imploramos Seu perdão, e nos refugiamos em Allah contra o mal de nossas almas e das nossas más ações. Aquele a quem Allah guiar ninguém poderá desencaminhar e aquele a quem Allah desencaminhar ninguém poderá encaminhar. Testemunhamos que não há divindade digna de adoração além de Allah e testemunhamos que Muhammad é Seu servo e mensageiro, e que a paz e as bênçãos de Allah esteja sobre o Profeta Muhammad e com seus familiares, companheiros e seguidores até o Dia do Juízo final. Amin!

O Nome de Allah Al Jabbar (o Reparador)

O nome que falaremos hoje é um nome que nos passa ternura, bondade, carinho e ao mesmo tempo certo temor. Esse nome é o nome de Allah SWT Al Jabbar (o Reparador) .

A palavra Jabbar tem sua raiz na palavra árabe “Jabira” que significa engessado, ou seja, que ajuda a cicatrizar uma fratura. Quando quebra alguma coisa, Al Jabbar é Aquele que repara o que está quebrado.

Al Jabbar entre outros significados é Aquele que repara ou socorre os oprimidos, os injustiçados, os derrotados, os tristes, os angustiados, os fracos, as vítimas de deboches, para aqueles cujas almas estão destroçadas, para aqueles que se sentem discriminados, aqueles que se sentem excluídos, esse nome de Allah SWT, al Jabbar é um refúgio para estas pessoas.

Al Jabbar é Aquele que repara a quebra ou fratura tanto do corpo como da alma e do coração. Vou dar um exemplo: quando alguém quebra ou fratura um braço o que um médico faz? Coloca os ossos no lugar certo e depois disso engessa o local. Não é isso? Agora quem repara os ossos e faz com que as células ósseas atuem para reparar a fratura e depois descansem? Quem além do Jabbar faz isso? Esse é o Poder do Jabbar com relação ao corpo, como será o poder do Jabbar com relação às fraturas das nossas almas e corações?

O Profeta costumava a dizer em um Du’a: “Oh Reparador de toda a alma destruída!”

O nome Al Jabbar aparece uma única vez no Quran, na Sura Haxr (o Desterro) versículo 23. Disse Allah SWT:

“Ele é Allah ; não há mais divindade além d’Ele, Soberano, Augusto, Pacífico, Salvador, Zeloso, Poderoso, Compulsor (Jabar), Supremo! Glorificado seja Allah , de tudo quanto (Lhe) associam!” 59:23

Portanto al Jabbar é Aquele que repara as almas destroçadas e destruídas. Toda vez que formos injustiçados ou nos sentirmos oprimidos ou humilhados, recorramos ao Jabbar para que ele repare a tristeza das nossas almas e corações. A maior catástrofe e destruição é quando não recorremos ao Jabbar quando nos sentimos assim.

Uma coisa nós devemos ter a certeza: Quando recorremos ao Jabbar quebrados e angustiados, suplicando a Ele sinceramente, Ele não nos deixará abandonados, irá reparar a nossa alma destruída e nosso coração machucado.

Vou contar uma história verídica: Um homem teve um problema em seu país, e se viu forçado a abandoná-lo sem levar quase nada e sem ter um rumo, sem saber aonde ir. Isso aconteceu num Ramadán. Então esse homem teve a oportunidade de ir a Umra na cidade Sagrada de Makkah, e passar os últimos dias do Ramadán lá. O problema dele era tão grave que ele não tinha aonde ir, nem visto a nenhum país, quando saísse de Makkah. Esse homem de tão triste e de tão destroçada que estava sua alma, andava entre as multidões de Makkah sem sequer ver as pessoas, só preocupado com seu problema. Então esse homem entrou na mesquita Sagrada e foi realizar o Tawaf (as 7 voltas em torno da Kaabah). Esse homem sabia muito do Quran e muitos du’as de cor, mas não conseguia dizer nada enquanto fazia o tawaf. A única coisa que ele conseguia falar era: “Oh Allah, repara a minha alma destruída”. Passou o tawaf inteiro repetindo essa frase. E subhan Allah ninguém além do Jabar conduziu esse homem a fazer esse du’a. O homem conta que em meio ao tawaf um homem lhe interrompeu e disse: “Tu não és fulano de tal?” Ele disse: “Sim”. Então esse homem que ele encontrou disse: “Faz 3 dias que eu te procuro para te dar uma mensagem! Sonhei com o Profeta Muhammad e ele me disse em sonho que era para eu te dizer o seguinte: “Tu estás no lado da Verdade! Tenha paciência, pois irás sofrer por 1 ano e após isso lhe serão facilitadas todas as portas do êxito”. Subhan Allah, o homem começou a chorar por ver que a resposta de Allah havia chegado tão rápido e desta maneira tão impressionante. Além disso o homem conta que depois que ele saiu da Mesquita Sagrada ele recebeu uma ligação de um homem de confiança que lhe dava a boa noticia de ter conseguido visto para ele num determinado pais, onde ele poderia viver sem problemas. Esse é Allah Al Jabbar SWT .

É impossível que algum oprimido recorra ao Jabbar sem que Ele lhe responda, a resposta pode até demorar, mas Allah SWT sabe o porquê e o momento certo das coisas, enquanto nós não sabemos nem compreendemos.

Vejamos exemplos de como al Jabbar reparou as almas destroçadas dos virtuosos oprimidos:

Vejamos o exemplo da mãe do Profeta Moisés. No ano do nascimento de Moisés o Faraó decidiu mandar matar todos os meninos recém-nascidos, pois temia a vinda de um Profeta. Imaginem a situação da mãe de Moisés que não sabia como proteger seu bebê, então Allah inspirou para a mãe de Moisés o seguinte: “Amamenta-o e se temes por ele lança-o ao rio”. Imaginem a situação: se você tiver medo pelo seu filho, joga o bebê recém nascido no rio. Mas ela como era fiel e crente no decreto de Allah SWT, fez o que lhe foi inspirado. Como ficou o coração dessa mãe? Totalmente destroçado. Allah SWT fala da situação dela no seguinte versículo:

“O coração impaciente da mãe de Moisés tornou-se vazio, e pouco faltou para que ela se delatasse, não lhe tivéssemos Nós confortado
o coração, para que continuasse sendo uma das fiéis.” (28:10)

Allah SWT dedicou 7 versículos do Alcorão para falar de um coração destroçado de uma mãe e de como Ele reparou esse coração. Disse Allah SWT:

“Restituímo-lo, assim, à mãe, para que se consolasse e não se afligisse, e para que verificasse que a promessa de Allah é verídica. Porém, a maioria o ignora.” (28:13)

Viram Al Jabbar? Viram a importância que tem para Allah um coração destroçado e machucado de um fiél?

Vejam o exemplo do Profeta Zakaria que com o coração destroçado invocou a Allah Al Jabbar dizendo:

“Ó Senhor meu, os meus ossos estão debilitados, o meu cabelo embranqueceu; mas nunca fui desventurado em minhas súplicas a Ti, ó Senhor meu! Em verdade, temo pelo que farão os meus parentes, depois da minha morte, visto que minha mulher é estéril. Agracia-me, de tua parte, com um sucessor! Que represente a mim e à família de Jacó; e faze, ó meu Senhor, com que esse seja complacente!” (19:4-6)

E logo veio Al Jabbar reparando seu coração triste dizendo:

“Ó Zacarias, alvissaramos-te o nascimento de uma criança, cujo nome será Yahia (João). Nunca denominamos, assim, ninguém antes dele” (19:7)

Vejamos Moisés (AS) quando implorou a Allah:

“E quando Moisés chegou ao lugar que lhe foi designado, o seu Senhor lhe falou, orou assim: ó Senhor meu, permite-me que Te contemple! Respondeu-lhe: Nunca poderás ver-Me! Porém, olha o monte e, se ele permanecer em seu lugar, então Me verás! Porém, quando a majestade do seu Senhor resplandeceu sobre o Monte, este se reduziu a pé e Moisés caiu esvanecido. E quando voltou a si, disse: Glorificado sejas! Volto a Ti contrito, e sou o primeiro dos fiéis!” 7:143

Isso entristeceu o Profeta Moisés, teve seu coração destroçado por ter-lhe sido negada a visão de seu Senhor. Então logo Allah Al Jabbar repara o coração de Moisés dizendo:

“Ó Moisés, tenho-te preferido aos (outros) homens , revelando-te as Minhas mensagens e as Minhas palavras! Recebe, pois, o que te tenho concedido, e sê um dos agradecidos” 7:144

Vejamos nosso amado Profeta Muhammad quando foi apedrejado em Taif e teve seu coração destroçado e voltou- se a Allah Al Jabbar dizendo:

“Oh Allah a Ti somente me queixo da minha fraqueza, do meu pouco poder e da pouca consideração que as pessoas tem por mim. Oh Allah, O maior dos misericordiosos, Tu és o Senhor dos oprimidos e dos fracos, e Tu és o meu Senhor! A quem me abandonarás?A um estrangeiro que me ataca?Ou a um inimigo ao qual me deixaste depender? Se Tu não estás enfurecido comigo, nada me importa. Pois a Tua misericórdia é mais generosa para mim. Busco refugio na luz da Tua Face que dissipam toda a escuridão e que faz possível tudo com relação a essa vida e a outra que me proteja da Tua cólera e da tua fúria. Suportarei tudo até que estejas satisfeito e não há força nem poder a não ser em Ti.”

Então imediatamente al Jabbar enviou-lhe um menino chamado ‘Addas que lhe trouxe algumas uvas e que quando soube que ele era o Mensageiro de Allah, se jogou aos pés do profeta SAAS beijando-os. Depois veio a reparação completa com o Israa wal Mi’raj.

Irmãos, todos aqueles que se sentem injustiçados, oprimidos, ou magoados, voltem-se ao Jabbar e digam: “Oh Jabbar cura as minhas feridas” (Allahuma ijbur kasri).

Além desse sentido, existe um outro significado do nome de Allah Al Jabbar: Al Jabbar é Aquele que castiga quem cometeu uma injustiça para reparar o injustiçado. Se aquele que nos oprime não se volta arrependido a Allah e persiste na injustiça, será castigado para reparar a injustiça que cometeu, devolvendo ao oprimido seu direito. Então é como se o nome de Allah al Jabbar estivesse dividido em 2 partes: uma delas para o oprimido e outra para o injusto, opressor.

E aqui vem o temor! Irmãos, jamais sejamos injustos com ninguém, pois a injustiça é escuridão nessa vida e na outra. Se formos injustos com quem quer que seja, seja com nossos empregados, seja com nossos irmãos, seja com um pobre, seja com um mendigo, quem nos salvará do Jabbar depois disso? Pode ser que a pessoa injustiçada e oprimida por nós se volte ao Jabbar implorando e chorando, e o Jabbar irá reparar nossa injustiça reparando o direito do injustiçado. Existe um refrão que diz: “Sorte daquele que passa sua noite oprimido e não injusto”. Portanto irmãos jamais durmam uma noite tendo injustiçado uma pessoa. Se alguma vez injustiçamos uma pessoa, voltemos até ela e peçamos perdão e tentemos reparar nossa injustiça, antes que Al Jabbar SWT repare. Tem uma súplica que diz: “Oh Senhor! Admiro-me daqueles que Te conhecem: Como temem Teus servos sendo que Tu és Al Jabbar? Oh Senhor admiro-me daqueles que Te conhecem: Como é que aterrorizam Teus servos sendo que Tu és Al Jabbar?”

Irmãos aqui vem o direito dos nossos pais sobre nós, irmãos o fato de nossas mães ou pais derramarem uma lágrima devido ao nosso mau tratamento com relação a eles, Quem nos protegerá do Jabbar depois disso? Vem também o direito dos pobres, dos fracos, dos órfãos, da mulheres, das crianças, dos doentes, daqueles que temos alguma autoridades sobre eles, irmãos muito cuidado com a injustiça e com a questão de magoar a alguma pessoa.

Agora eu pergunto: Como vocês acham que estaria a humanidade se nós vivêssemos e aplicássemos o nome de Allah Al Jabbar em nossas vidas? Com certeza seria outra nossa situação.

Mas ainda temos um outro significado para Jabbar: Al Jabbar as vezes transforma o castigo do injusto em misericórdia. Como assim? As vezes pode ser que uma pessoa tenha sido injusta com outra, então Al Jabbar para reparar o direito do injustiçado castiga essa pessoa. Quando essa pessoa é castigada sente sua alma destroçada e volta ao Jabbar, e al Jabbar transforma esse sofrimento em graça, mudando a vida dela para melhor.

Vou contar uma história pra vocês entenderem:

Havia um homem que não era religioso, que cometia todo o tipo de haram, adultério, bebia, fazia tudo que era de errado. Ele tinha 2 filhos, ele gostava muito deles, mas não se preocupava por eles. Esse homem gostava de debochar das pessoas, rir dos outros, contar piadas. Costumava se encontrar com outros homens com esse fim, de debochar e humilhar as pessoas. Uma vez enquanto ele estava junto com essas pessoas, passou um cego andando pela rua. Então ele ficou atrás do cego debochando dele e imitando-o, para que as pessoas rissem do homem cego. Isso com certeza machucou muito o coração do homem cego. Acontece que alguns meses depois esse homem que havia debochado do cego teve outro filho, mas o filho nasceu cego. O homem ficou muito triste com isso, com certeza Allah Al Jabbar reparou o direito do homem cego fazendo o injusto sofrer com o mesmo problema. Vejam como Al Jabbar transformou o castigo em graça. Depois de ter esse filho, o homem ficou muito deprimido e cortou completamente a sua relação com esse seu filho, o nome desse menino era Salem. Tratava de cuidar dos outros 2 e não queria nem saber de Salem, só tratava de sustentá-lo, mas não tinha contato com ele. Na verdade era porque ele sofria por dentro sabendo que aquilo era um castigo pelo que ele tinha feito, e por isso preferia ignorar o menino. Seguiu dessa forma até que o menino cresceu e tinha 6 anos. Quem cuidava e educava o menino era sua mãe, e ela era uma mulher crente e religiosa. Um dia a mãe saiu com os outros 2 filhos maiores, deixando Salem dentro de casa com o pai. O homem se viu a sós com seu filho Salem. Quando ele viu salem estava chorando. Foi até Salem e perguntou porque ele estava chorando e salem com medo não respondia. O pai insistiu e o menino disse: “Papai, hoje é sexta-feira, e eu vou perder meu lugar na primeira fila na mesquita.” O homem se espantou em saber que seu filho de seis anos rezava e queria ir a mesquita. Então o pai secou as lágrimas do filho e disse que ia levá-lo para a mesquita. Na hora de ir, o pai disse para o filho entrar no carro, mas o menino disse: “Não pai, vamos a pé porque a recompensa é maior.” E o homem percebeu que seu filho era também manco. Depois da oração de sexta-feira o menino disse ao seu pai: “Pai me alcança o Quran” O pai ficou espantado pensando em como ele ir ler se ele era cego. Então o menino disse: “Papai, abre o Quran na sura al Kahf (A Caverna)” E deixou o Quran com o seu pai para que ele acompanhasse e Saleh começou a recitar a Sura. Na medida em que o menino ia recitando com sua bela voz, o pai começou a chorar e a se arrepender por tudo que tinha feito. Quando o menino terminou de recitar, sentou no colo do pai e limpou as suas lágrimas. O homem então se arrependeu de tudo que tinha feito, e começou a andar com os sheikhs de Dawa, e viajou por algum tempo com eles. Sempre que ele ligava para sua mulher perguntava por Salem e pedia para que ela mandasse um beijo para ele. Na última ligação dele, ligou para sua esposa e disse: “Manda um beijo para Salem”e ela respondeu: “Insha Allah”. Acontece que uma semana antes do pai voltar Saleh ficou doente, e morreu. Então o homem voltou para casa, ancioso por ver sua família, e principalmente Saleh, que agora havia se tornado o filho mais amado ao seu coração. Quando chegou em casa, ele esperava que Saleh abrisse a porta, mas quem abriu foi o outro filho, ele abraçou seu filho e foi abraçar sua esposa, mas viu que ela estava com o rosto triste. Então ele perguntou: “Onde está Salem?” Então a mulher começou a chorar. E seu outro filho veio dizendo: “Papai, papai Salem foi para o Paraíso”. Então o homem começou a chorar e dizer: “Onde está Salem para limpar as minhas lágrimas agora? Eu dizia que ele era cego, quando na verdade o cego era eu que não enxergava a verdade. Eu dizia que ele era manco, mas na verdade eu era o manco pois ele sempre andava no caminho reto e eu que estava extraviado. Como não irei chorar se foi através dele que encontrei a orientação?”.

Subhan Allah! No final o castigo dele se tornou uma graça e ele encontrou a orientação.

Irmãos, encerramos nossa aula falando do Jabbar no Dia do Juízo. Nesse dia cada pessoa será chamada a se apresentar perante o Jabbar. Será chamado “Fulano filho de Fulano venha se apresentar perante o Jabbar!” Porque aqui usa-se o nome de Allah al Jabbar? Porque na vida ou somos injustos ou somos injustiçados. Imaginem como estará o estado daqueles que foram injustos com as pessoas? Daqueles que oprimiram um servo de Allah, seja quem for. Vocês sabem como os anjos saberão quem são as pessoas que estão sendo convocadas a se apresentar perante o Jabbar? Devido ao estado de temor que a pessoa ficará a ser chamada, as pessoas tremerão tanto que serão dessa forma reconhecidas. E será conduzida perante Al Jabbar e não haverá tradutor nenhum entre nós e Ele. Que diremos ao Jabbar se tivermos injustiçado alguém? Que diremos ao Jabbar se tivermos debochado de alguém? Que diremos ao Jabbar se tivermos oprimido alguém? Agora imaginem se ao nos encontrarmos com o Jabbar possamos dizer: “Oh Senhor assim como reparaste e curaste nossas feridas nesse mundo, repara nossas feridas no dia do Juizo, repara minhas feridas com o Paraíso!”

Esse é al Jabbar SWT. Agora vem uma pergunta final: Quem além do Jabbar resta para nossa Ummah que está tão oprimida? Quem além do Jabbar resta ao nossos irmãos que estão sendo torturados? Quem além do Jabbar resta as nossas irmãs que estão sendo humilhadas? Quem além do Jabbar reparará a tristeza da nossa Ummah e nossa mágoa? Quem além do Jabbar resta a nossa Ummah injustiçada? Quem além do Jabbar irá curar as feridas da nossa Ummah?

Ya Allah Ya Jabbar cure as feridas da nossa UMMAH!

Quais são as lições que tiramos dessa aula?

1) Se formos vítimas de injustiças e opressão voltemos ao Jabbar, vamos nos refugiar no Jabbar. E vamos implorar dizendo: “Oh Senhor repara minhas feridas”

2) Quem foi injusto com quem quer que seja, repare sua injustiça o mais rápido possível, antes que Al Jabbar o castigue por isso, e antes que não tenha escapatória do Jabbar no dia do Juizo.

3) Curem as feridas de um oprimido, ajudem a um pobre, sorria para um necessitado, ajude uma criança ou um órfão, visitem um doente, curem as feridas de um injustiçado, para que no dia do Juizo possas dizer ao Jabbar: “Oh Jabbar eu curei as feridas de fulano, cure minhas feridas hoje”. E dessa forma aprendemos que o Islam é uma religião que transforma o mundo e não apenas uma religião espiritual.

4) Quem hoje resta para nossa Ummah oprimida além do Jabbar?

Ya Allah para ti é todo o louvor e agradecimento. Alhamdu lillah pelo Islam, alhamdu lillah pelo Quran, alhamdu lillah pelo Iman. Ya Allah perdoe nossos pecados e nossos excessos, temos oprimido nossas almas excessivamente, e não há ninguém que possa perdoar os pecados a não ser Tu. Então perdoa-nos e tenha misericórdia de nós pois Tu és o Perdoador, o Misericordioso.

Ya Allah nos refugiamos em Ti de oprimirmos ou sermos oprimidos, de injustiçarmos ou sermos injustiçados, de ofender ou sermos ofendidos, de humilhar ou sermos humilhados, de insultar ou sermos insultados, de magoar ou sermos magoados.

Ya Jabbar cure nossas feridas, cure as feridas dos nossos corações e das nossas almas. Ya Jabbar cure as feridas dos nossos irmãos oprimidos, cure as feridas dos nossos irmãos injustiçados, Ya Jabbar cure nossas feridas tanto nessa vida como no Dia do Juízo, e tenha misericórdia de nós no Dia em que formos convocados a nos apresentar perante Ti , Ya Jabbar cure as feridas da nossa Ummah! Ya Jabbar repare as feridas da da nossa Ummah, e puna aqueles que nos injustiçaram, ya Jabbar puna aqueles que injustiçaram e oprimiram a nossa Ummah, Ya Jabbar cura nossas feridas com o Paraíso, Ya Jabbar cure nossas feridas com o Paraíso. Amin, amin, amin, e que a paz e as bênçãos de Allah estejam com o profeta Muhammad e Louvado seja Allah Senhor do Universo.

Irmã Zohra, Baraka Allahu biha!