O Chamado à oração (Azan)

O Azan é o chamado que anuncia que é hora de iniciar a oração. Ele é feito de maneira especial e consiste em convidar a comunidade muçulmana a tomar parte na oração, que será, para ela, causa de prosperidade, tanto nesta vida como na outra.

O Azan é um culto que precede a oração. É um dos principais ritos do Islam e um dos seus sinais mais óbvios.

Este rito foi estabelecido no primeiro ano da Hégira; o Mensageiro (Deus o abençoe e lhe dê paz) o respeitava, tanto de dia como de noite, tanto em sua vida domiciliar como estava viajando. Ninguém jamais ouviu dizer que ele deixou de atender, ao menos uma única vez, a este chamado, ou permitiu a alguém se abster, até à sua morte; depois dele seus dignos companheiros continuaram a respeitar o Azan, por ele se ter tornado um dever ou algo parecido com um, já que fora ordenado pelo Mensageiro, em muitas Tradições.

Como se pratica o Azan?


Segundo Tradições autênticas, procede-se da seguinte maneira, dizendo:

1 - Alláh Akbar (Deus é Maior), quatro vezes.

2 - Ach-hadu an la iláha il-la Alláh (Testemunho que não há outra divindade além de Deus), duas vezes.

3 - Ach-hadu an-na Muhammadan rassulu Alláh (Testemunho que Muhammad é o Mensageiro de Deus), duas vezes.

4 - Haiyá ´alas-sala (Vinde para a oração), duas vezes.

5 - Haiyá ´alal-falah (Vinde para a salvação), duas vezes.

6 - Alláh Akbar (Deus é Maior), duas vezes.

7 - La iláha il-la Alláh (Não há oura divindade além de Deus), uma vez.

Somente na Oração da Alvorada é que o mu-azin intercala, entre a quinta e sexta fórmulas:

As-Salátu Khairon min an-naum (A oração é melhor que o sono), duas vezes.

Dito isto, continua a enunciar as fórmulas seis e sete:

Quando se ouve este chamado ecoando no ar, sente-se no coração a sua grandeza e a grandeza do Todo-Poderoso e Majestoso, cujo Nome Se proclama.

Pensa-se no bem e na prosperidade a que este chamado convida e sabe-se que qualquer um, por maior que seja, ao lado de Deus, saiba que Deus é ainda maior.

Quando se ouve o muazin, deve-se fazê-lo atentamente e repetir o que ele diz, de todo o coração, exceto quando ele anuncia as fórmulas quatro e cinco no lugar das quais deve-se dizer:

La Haula wala Kowata il-la Bil-lah (Não há poder nem força a não ser em Deus), duas vezes.

Vejamos esta Tradição do Profeta Mohamad(Deus o abençoe e lhe dê paz), transmitida por Al-Bukhari:

“Quando ouvirdes o mu-azin dizer: Alláh Akbar (Deus é Maior) Allah Akbar, responda também Allah Akbar, Allahu Akbar,e depois, quando disser: Ach-hadu an lá iláha il-la Allah, responda: Ach-hadu an lá iláha il-la Allah; e quando dizer: Ach-hadu anna Muhammadan rassulu Allah, repita: Ach-hadu anna Muhammadan rassulu Allah; quando disser: Haiyá alas-sala, dezei: La haula wala kowata il-la bil-lah; e quando disser: Haiyá alal-falah, dizei: La haula wala kowata il-la bil-lah; quando disser: Allah Akbar, Allah Akbar repita: Allah Akbar; e depois, quando disser: La iláha il-la Allah, repita: La iláha il-la Allah ,do fundo do coração, se assim o fizerdes, entrareis no Paraíso.”

Quando se termina de fazer eco ao mu-azin, suplica-se as bênçãos de Deus para o Profeta, pede-se-Lhe que nos permita permanecer próximo d’Ele e repetem-se as orações transmitidas pelo Profeta. Atenta-se na modéstia do Profeta, a quem Deus absolveu de todos os pecados, passados e futuros, quando ordenou que sua comunidade rogasse a Deus para que Ele a orientasse até Ele e somente Ele, ensinando-lhes que qualquer decisão pertence exclusivamente a Ele, que faz como melhor Lhe praz e elege como quer, e quer as pessoas, por mais altas que sejam as suas posições e maior o seu poder, não são mais que servos dos Misericordioso e Clemente, e necessitam d’Ele em todos os momentos.

Abdullah Ibn Omar afirmou ter ouvido o Mensageiro de Deus
(Deus o abençoe e lhe dê paz), dizer:

 “Quando ouvirdes o mu-azin, dizei o mesmo que ele, depois suplique, por mim, a benção de Deus, porque àquele que implorar para que eu seja abençoado uma vez, Deus abençoará dez vezes. Depois, rogai a Deus que me conceda ficar próximo d’Ele, pois há, no Paraíso, um nível, reservado por Deus para um único dos Seus servos e eu espero ser esse servo. Aquele que suplicar para que eu tenha condições de ficar próximo de Deus, merecerá, por isso, a minha intercessão, em seu favor”. (Transmitida por Muslim)

As invocações, ensinadas pelo Profeta, e que se dizem depois de cada chamado do mu-azin, são as seguintes:

 “Ó Deus, Senhor deste chamado perfeito e desta oração, ora anunciada, dá a Muhammad méis para aproximar de Ti, assim como a distinção no bem, e faze-o ressuscitar no lugar louvável que lhe prometeste”.

Depois ainda, se acrescenta:

 “Concede-nos a sua intercessão; Tu jamais faltas às promessas”

Allah Akbar, Allah Akbar,
Allah Akbar, Allah Akbar,

Äsch-hadu än laa ilaaha il-la Allah,
Äsch hadu än laa ilaaha il-la Allah,

Asch hadu änna Muhammadan Rassuulu Allah,
Asch hadu änna Muhammadan Rassuulu Allah,

Hayya ala’s-Salaa,
Hayya ala’s-Salaa,

Hayya ala’l-Falaah,
Hayya ala’l-Falaah,

Allah Akbar,
Allah Akbar,

Laa ilaha il-la Allah