Muhammad Nas Escrituras Sagradas

 Velho Testamento

A Bíblia Sagrada que se constitui no Velho Testamento, e o Novo Testamento, anuncia a vinda de Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), e para comprovar isto, vamos buscar no Velho Testamento as provas dessa anunciação.

O Velho Testamento confirma que Ismael (que a Paz esteja com ele), filho de Abraão (que a Paz esteja com ele), e Hagar (que Deus esteja satisfeito com ela), cresceu e viveu nas terras de Parã , que é o nome Bíblico de Makkah, isto conforme o que está escrito em Gênesis:

Gênesis 16:

20-Deus estava com o rapaz, que cresceu e habitou no deserto, e se tornou flecheiro;

21-Habitou no deserto de Parã;

Gênesis 21:

15-Hagar deu à luz um filho a Abrão; e Abrão, a seu filho que lhe dera Hagar, chamou-lhe Ismael.

Parã é a região chamada de Hijaz que fica na Arábia, onde se localiza a cidade de Makkah, onde nasceu o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), Ismael (que a Paz esteja com ele), é o pai dos árabes dos quais o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) é descendente, portanto, Deus disse que fará dele uma grande nação, conforme está escrito no Velho Testamento, e um grande povo, em referencia aos árabes.

Gênesis 17:

20-E enquanto a Ismael, também te tenho ouvido; eis aqui o tenho abençoado, e fá-lo-ei multiplicar grandessimamente; doze príncipes gerará, e dele farei uma grande nação.

Gênesis 21:

13-Mas também do filho desta serva farei uma grande nação, porquanto é tua semente.

17-E ouviu Deus a voz do menino, e bradou o anjo de Deus a Hagar desde os céus, e disse-lhe: Que tens, Hagar? não temas, porque Deus ouviu a voz do rapaz desde do lugar onde está.

18-Ergue-te, levanta o moço, e pega-lhe pela mão, porque dele farei uma grande nação.

1ª-Anunciação:

No livro de Isaías encontramos a seguinte passagem.

Isaías 21:

13-Sentença contra a Arábia. Nos bosques da Arábia passareis a noite, ó caravanas de dedanitas.

14-Traga-se água ao encontro dos sedentos; ó moradores da terra de Tema, levai pão aos fugitivos.

15 Porque fogem diante das espadas, diante as espadas nuas, e diante do arco armado, e diante do furor da guerra.

16-Porque assim me disse o Senhor: Dentro dum ano, tal como os anos de jornaleiros, toda a glória de Quedar desaparecerá.

17-E o restante dos números de flecheiros, os valentes dos filhos de Quedar, serão diminuídos, porque assim o disse o Senhor, Deus de Israel.

Este texto bíblico indica claramente, a profecia sobre o profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele):

1º- Fala da Arábia (dos bosques) e o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) recebeu a revelação Divina neste local, no monte.

2º- Fala aos moradores de Temã ( Madina) para trazerem água e pão a quem vem a eles, e foi o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) que foi para lá fugido de Makkah, ao qual denominamos Hégira, e foi recebido pelos habitantes com água e pão.

3º- Fala dos que fogem das espadas, da espada nua, e o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) fugiu de Makkah, porque os líderes da tribo tramavam mata-lo com espadas, a arma dos árabes.

4º- Fala duas vezes em Quedar filho de Ismael (que a Paz esteja com ele), e nos filhos de Quedar que são os árabes, Quedar é considerado o pai dos árabes, e o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) foi um Árabe.

Gênesis 25:

13-E estes são os nomes dos filhos de Ismael pelos os seus nomes, segundo as suas gerações: o primogênito de Ismael era Nebaiote, depois Quedar, e Abdeel, e Mibsão,

14-E Misma, e Dumá, e Massá,

15-Hadar, e Tema, Jetur, Nafis, e Quedemá.

2ª-Anunciação:

No livro de Deuteronômio temos as seguintes passagens.

Deuteronômio 18:

18-Suscitar-lhes-ei um profeta do meio de seus irmãos, semelhante a ti, em cuja boca porei as minhas palavras, e ele lhes falará tudo o que eu lhes ordenar.

19-De todo aquele que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, disso lhes pedirei conta.

Interpretação do texto:

1º- Fala de um Profeta do meio dos seus irmãos, isto quer dizer que não é do meio dos Israelitas, e a seus irmãos ao qual o texto se refere são os descendentes de Ismael irmão de Isaque (que a Paz esteja com Eles), que são os árabes.

2º- Semelhante a ti (Moisés), entre os israelitas não houve outro profeta como Moisés (que a Paz esteja com ele), segundo a Bíblia:

Deuteronômio 34:

10-E nunca mais se levantou em Israel profeta algum como Moisés, a quem o senhor conhecerá cara a cara;

3º- ''Em cuja boca porei as minhas palavras'', isto indica que esse profeta será iletrado, pois não lerá as escrituras, e o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) era iletrado e recebeu, por revelações as palavras de Deus.

Qualquer um que esteja familiarizado com a vida do Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), poderá facilmente, perceber, que a ninguém se ajusta melhor à descrição acima do que ao Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele).

Foi o Profeta Muhammad e não Jesus (que a Paz esteja com ele), que como Moisés (que a Paz de Deus esteja com ele), nasceu de pais normais, casou-se fundou uma comunidade crente, estabeleceu uma grande lei e teve uma morte natural.

Os teólogos cristãos interpretam que ''como tu'' (como Moisés), é Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele), que é também da descendência de Isaque (que a Paz de Deus esteja com Ele), mas isso é uma interpretação deles. Se fosse alusão para um profeta israelita seria ''do seu meio''. Até porque na própria Bíblia no Deuteronômio 34, versículo 10 consta:

''E nunca mais se levantou, em Israel, profeta algum como Moisés,''

Portanto desmente assim os que aplicam este versículo para qualquer Profeta Israelita depois de Moisés (que a Paz esteja com ele). Vamos analizar quem é ''como tu'' Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) ou Jesus (que a Paz esteja com ele):

 

Área de Comparação

 

Moisés

Muhammad

Jesus

NASCENÇA

Normal

Normal

Anormal (milagre)

VIDA FAMILIAR

Casou e teve filhos

Casou e teve filhos

Não casou

MORTE

Normal

Normal

Anormal

CARREIRA

Profeta Estadista

Profeta Estadista

Profeta

EMIGRAÇÃO FORÇADA

Para Madian

Para Madina

Não emigrou

ENFRENTAR INIMIGOS

Foi perseguido

Foi perseguido

Não teve algo semelhante

RESULTADO DO CONFRONTO

Vitória moral e física

Vitória moral e física

Vitória moral

ESCRITA DA REVELAÇÃO

Durante a sua vida (Torah)

Durante a sua vida (Alcorão)

Depois dele (Bíblia)

ACEITAÇÃO PELO SEU POVO

Rejeitado finalmente aceito

Rejeitado finalmente aceito

Rejeitado pela maioria dos Judeus até hoje

 

Há muitas outras semelhanças entre Moisés (que a Paz esteja com ele) e Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), portanto ''como tu'' é referencia a Muhammad (que a paz e a Benção de Deus estejam sobre ele), por isso chegamos a conclusão de que todos os Profetas deram a boa nova sobre a vinda do Porfeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele).

3ª- Anunciação:

No livro de Habacuque temos as seguintes passagens.

Habacuque 3:

3-Deus vem de Temã, e o Santo do monte de Parã.(Selá).

A sua glória cobriu os céus, e a terra encheu-se do seu louvor.

1º- Temã é a região da Arábia ( Yêmen)

2º- Parã é a região de Makkah (Hijaz)

3º- Monte, foi o lugar aonde o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) foi visitado pelo anjo Gabriel (que a Paz esteja com Ele).

4º- Os profetas de Israel foram todos das teras da Palestina, O único profeta das de Temã e Parã foi o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele).

4ª- Anunciação:

No livro de Deuteronômio temos a seguinte passagem:

Deuteronômio 33:

2-Disse, pois:

O Senhor veio de Sinai, e lhes alvoreceu de Seir, resplandeceu desde o monte Parã; e veio com dez milhares de santos: a sua direita havia para eles o fogo da lei.

Nesta passagem são citadas as terras das três religiões:

Sinai- Onde Deus falou a Moisés (que a Paz esteja com ele).

Seir (na Galiléia)- Onde Deus falou com Jesus (que a Paz esteja com ele).

Parã- É Makkah, onde Deus falou a Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), no monte por revelação.

 

Novo Testamento

 

O crime dos judeus contra Jesus (que a Paz de Deus esteja com Ele), privou-os das graças de Deus, Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele), disse-lhes que depois dele não apareceria nenhum outro profeta entre eles e que o Reino de Deus lhes seria tirado e dado a uma nação mais digna do que a deles.

Anunciou também que a pedra que os construtores haviam rejeitado, ela mesmo havia sido escolhida por Deus para tornar-se a pedra fundamental.

Querendo com isso dizer que is filhos de Ismael (que a Paz esteja com ele), aos quais os filhos de Isaque, que mais tarde passou a se chamar Israel (que a Paz de Deus esteja com ele), haviam rejeitado e despojado, haviam sido escolhidos por Deus para sua maior graça.

O Profeta Universal apareceria entre os Ismaelitas, e Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele), profetizou a vinda dele em termos bastante resolutos:

João capítulo 16 versículos 12-13:

'' Ainda tenho muitas coisas para vos dizer, mas não sois atualmente capazes de suportá-las. No entanto, quando esse chegar, o espírito da verdade, ele vos guiará a toda verdade.''

Em um evangelho não canônico, o de São Barnabé, Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele), menciona o espírito da verdade ou consolador, o Profeta que viria depois dele para ensinar ao mundo ''toda a verdade''.

Evangelho de São Barnabé:

Então disse o sacerdote: ''Como se chamará o Consolador, e que sinais revelarão a vinda dele?''

Jesus respondeu: ''O nome do Consolador é admirável, pois Deus deu-lhe um nome quando criou a sua alma, e a colocou em Esplendor Celeste.''

Deus disse: ''Espere Muhammad por ti Eu criarei o paraíso, o mundo e um grande número de criaturas , e tudo dar-te-ei de presente, de maneira a que todo aquele que te abençoar será abençoado, e aquele te amaldiçoar será amaldiçoado.

Quando Eu te enviar ao Mundo, Eu te enviarei como Meu Mensageiro da salvação, e tuas palavras serão verdadeiras, e mesmo depois que os céus e terra tenham passado, a tua fé jamais passará.''

Muhammad é nome abençoado dele.

E a multidão levantou a voz em coro clamando:

''Ó Deus, envia-nos Teu Mensageiro. Ó Muhammad, venha depressa para a salvação do Mundo.''

Em outra passagem do Evangelho de São Barnabé capítulo 96 lemos:

Quando a oração terminou, o sacerdote disse em voz alta:'' Levanta-te ó Jesus, porque precisamos saber quem és para sossego de nosso povo.''

Jesus disse: ''Sou Jesus, filho de Maria, descendente de Davi, um mortal que teme a Deus. Eu vos digo que a Honra e Glória são de Deus.''

O sacerdote disse:'' Está escrito no livro de Moisés que o nosso Deus nos enviará o Messias. Virá para nos anunciar a vontade de Deus e será uma misericórdia para a humanidade. Por isso, dize-nos a verdade, és o Messias que esperamos?''

Jesus respondeu: ''É verdade que Deus prometeu isso. Porém não sou o Messias, pois será enviado depois de mim.''

O sacerdote disse: ''Por intermédio de tuas palavras cremos que és o profeta de Deus. Por isso, pedimos-te em nome do judaísmo, que nos que nos informe a maneira como o Messias virá?''

Jesus respondeu: ''Por Deus, em cujo o poder está minha alma, não sou o Messias esperado por todos os povos da Terra, de acordo com a promessa feita por Deus ao nosso pai Abraão.

( Abençoarei todos os povos da terra com a tua descendência!) Quando Deus me levar da terra, satanás suscitará novamente a discórdia entre as pessoas e fará o fraco crer de que eu sou Deus, e filho de Deus. Neta época, por Sua misericórdia, Deus enviará um Apóstolo que virá do Sul, e destruirá os 'dolos e os idólatras e arrebatará de satanás a sua autoridade sobre as pessoas. Virá pela misericórdia de Deus, para livrar aqueles que nele crerem.''

O sacerdote perguntou:''Que nome terá o Messias?''

Jesus respondeu: ''Seu nome abençoado será Muhammad.''

Ouvindo isto a multidão gritou em coro: '' Ó Muhammad, vem depressa, para a salvação do mundo!''

Um estudo cuidadoso do Novo Testamento, mostra, Que esse mesmo profeta foi mencionado por Jesus (que a Paz de Deus esteja com Ele), em São João 14:16-17:

São João 16:

7- Todavia digo-vos a verdade, que vos convém que eu vá; porque, se eu não for, o Consolador não virá a vós;...

8- E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo.

12- Ainda tenho muito que vos dizer, mas vós não o podeis suportar agora.

13- Mas, quando vier aquele Espírito de verdade, ele vós guirá em toda a verdade; porque não falará de sí mesmo, mas dirá tudo o que tiver ouvido, e vos anunciará o que há de vir.

14- Ele me glorificará....

Na versão grega da Bíblia, São João capítulo 16, versículo 26, a palavra é ''Periclitos'', que foi traduzida por ''Consolador" em Português, mas a palavra grega ''Periclito'' quer dizer ''o Louvado''; está é mais uma evidência da Bíblia sobre a veracidade da Profecia de Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele).

Portanto a tradução para ''Consolador'' é também uma tentativa de desvio do sentido original.

Periclitos, conforme o dicionário ''Grego'' de autoria de Alexandre, literalmente e etmologicamente significa, ''o mais nobre, famoso e louvavél''.

''Qu'on peut entendre de tous les côtes; qu'il esta facile à entendre très célèbre, etc.'' =

Periqleitos, très célèbre, illustre, glorieux =

Periqleys, très célèbre, illustre, glorieux, de =

Kleos, glorie, renommée, célèbrite, é composição de ''peri'' e ''kleotis'', este último que foi derivado de ''glorificar, louvar''.

Portanto é exatamente a tadução de Ahmad em árabe ''o mais ilustre, glorioso, louvável'' e está a palavra mal traduzida na Bíblia ''por consolador''; agora só nos resta saber qual a palavra original que Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele ), utilizou em Hebraico ou Aramáico.

São João 14:

16-E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre.

17-O Espírito da verdade....

São João 14:

25-Tenho-vos dito isto, estando convosco.

26-Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito.

São João 15:

26-Mas, quando vier o consolador, que eu da parte do Pai vos hei de enviar, aquele espírito de verdade, que procede do Pai, ele testificará de mim.

Os termos destas profecias não justificam as conclusões usualmente atribuídas a elas, de que este Espírito da verdade, seja o Espírito Santo.

A explicação do Espírito Santo está excluída por um versículo anterior, em São João, que reza:

''No entanto, eu vos informo da verdade: é para o vosso bem, que eu vou embora, pois, se eu não for, o Conselheiro não virá para vós.''

Está claro na Bíblia que o Espírito Santo costumava visitar os homens, antes e durante o tempo de vida de Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele).

João o Batista (que a Paz de Deus esteja com ele) foi tomado pelo Espírito Santo, antes de nascer e o próprio Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele) recebeu o Espírito Santo em forma de pombo.

Portanto, o Espírito Santo sempre esteve com eles, não haveria necessidade de que Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele) partisse deste mundo para que ele viesse.

Mas, como podemos notar nestas profecias, Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele) fala de um Conselheiro, que nunca esteve presente neste mundo, e que viria logo após a sua partida deste mundo.

As características desse Conselheiro, como pode ser deduzido da profecia, são as seguintes:

1- Ele não virá, enquanto Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele) não partir;

2- Ele permanecerá para sempre com os crentes;

3- Ele glorificará Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele);

4- Ele falará aquilo que ouvir de Deus;

Essas características são aplicáveis apenas ao Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), como mostram as seguintes observações:

1- O Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) foi o único Mensageiro que veio após Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele). Houve entre eles um período de 600 anos, a missão de Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele) foi limitada às ovelhas perdidas da casa de Israel, porém, a mensagem de Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) foi Universal, isto explica a segunda característica;

2- Somente a mensagem do Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) foi destinada por Deus para ser Universal e perpétua, isto está de acordo com a afirmação de que o Conselheiro permanecerá para sempre com os fiéis;

3- Nehum Profeta glorificou tanto Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele) como o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), o fez, os Judeus taxaram-no de impostor e acusaram a sua mãe Maria (que Deus esteja satisfeito comela) de imoralidade, os Judeus tentaram crucifica-lo, o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), considerou Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele) como sendo um grande Profeta, e como sendo ''a Palavra de Deus''.

O alcorão atribui-lhe milagres que não são mencionados na Bíblia, Maria (que Deus esteja satisfeito com ela) a mais casta de todas as mulheres e a melhor de todas as mulheres do Paraíso.

Portanto, o Profeta Muhammad (que a paz e a Benção de Deus estejam sobre ele), realmente glorificou a Jesus (que a Paz de Deus esteja com ele).

4- A quarta característica é perfeitamente aplicada ao Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), o Alcorão foi revelado ao Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), por intermédio do Arcanjo Gabriel (que a Paz esteja com ele), quando Gabriel (que a Paz esteja com ele) acabava de recitar um trecho do Alcorão ao Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), ele imediatamente a transmitia textualmente a seus companheiros e escribas o que ouvira de Gabriel (que a Paz esteja com ele), sem acrescentar, modificar ou esquecer nada do que lhe fora revelado pelo Arcanjo Gabriel (que a Paz esteja com ele). O Alcorão descreve o Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele), dizendo.

''Ele não fala de sua própria imaginação. Ele fala aquilo que lhe é revelado'' (Alcorão Sagrado Surata 53:3-4:)

Se compararmos isso com a passagem Bíblica, ''ele não falará com autoridade própria'', vemos a impressionante semelhança entre as características do Conselheiro e as do Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele).

Essas e outras profecias do Velho e Novo Testamento predizem em temos inequívocos o advento do Profeta Muhammad (que a paz e a Bênção de Deus estejam sobre ele) que é rejeitado pelos Judeus e Cristãos, que se baseiam mais em más e tendenciosas interpretações do que num estudo cuidadoso da Bíblia, do Alcorão e dos novos descobrimentos no campo da religião comparada.