Os Horários Próprios Para as Orações


Ao muçulmano não é permitido fazer a oração obrigatória fora do seu horário determinado, fixado pela chariaa (jurisprudência islâmica)!

Deus, o Altíssimo, disse:

 “A oração é uma obrigação prescrita aos crentes, para ser cumprida em seu devido tempo”.
(4ª Surata, vers. 103)

Isto quer dizer que ela é um dever absoluto e tão indiscutível quanto o próprio Livro. “Em seu devido tempo” significa que há, para isso, horários determinados. Assim sendo, fazê-la no horário certo é uma das suas condições básicas.

Eis, a seguir, as horas correspondentes às diferentes orações:

1 - O horário da Oração da Alvorada (Sobh)

Começa com a aparição da aurora verdadeira, ou seja, quando surge a luz, após as trevas da noite, no Oriente, e termina quando o sol sai, ou seja, quando o disco solar começa a surgir no horizonte. Quem tiver completado uma genuflexão (rak’at) antes de o sol sair, terá feito a Oração da Alvorada no horário certo.

Quem estiver dormido na hora da oração e, ao acordar, se der conta de que passou a hora certa, tem de realizá-la imediatamente, sem demoras, pois isto ainda é considerado correto, desde que a pessoa estivesse realmente adormecida, não se tendo deixado ficar na cama por preguiça. Quem fizer, cometa um grave pecado.

 2 - O horário da Oração do Meio-dia (Zuhr)

Começa quando o sol atinge seu ponto culminante (zênite), aproximadamente às doze horas. Este horário pode ser ligeiramente antecipado ou atrasado, conforme a estação do ano.

É como acontece em nossa terra. Quando aos outros países islâmicos, pode ser que a hora seja alterada e o seu prazo se estenda ate à hora da Oração da Tarde (Asr).

3 - O horário da Oração da tarde (Asr)

Começa quando a sombra de qualquer objeto alcançar um comprimento igual ao dele mais a sombra que possuía ao meio dia. Se pusermos uma régua em pé e virmos que sua sombra é igual ao seu comprimento, acrescido de mais alguns centímetros (correspondentes ao comprimento da sombra quando o sol estiver no zênite), então nesse momento, deveremos começar a Oração da Tarde.

Não se deve, por nenhuma razão, atrasar a Oração da Tarde até que o sol empalideça no poente. Quem deixar passar o horário intencionalmente, reduzirá todas as suas obras a zero, conforme consta na Tradição. A oração da Tarde é a oração intermediária, citada no Alcorão Sagrado:

 “Observai as orações, especialmente as intermediárias, e consagrai-vos fervorosamente a Deus”.
(2ª Surata, vers. 238)

4 - O horário da Oração do Crepúsculo (Maghrib)

Começa com o desaparecimento total do disco solar da linha do horizonte e termina quando aquela luminosidade avermelhada desaparecer, completamente, por trás dela.

Seu tempo de duração é, portanto o mais curto de todas as orações e, por isso, ela deve realizada tão pontualmente quanto possível.

5 - O horário da oração da Noite (´Ichá)

Começa quando se extingue a última luz refletida do sol e se estende até ao raiar da aurora.

Quem tiver conseguido completar uma genuflexão antes do primeiro raio da aurora, terá feito a Oração da Noite no seu horário correto.

O Mensageiro de Deus não gostava de recolher para o repouso sem tê-la feito antes, nem de conversar ninguém depois de realizá-la (Icha). No entanto, permitiu que se conversasse depois dela, quando se tratava de falar de conhecimentos ou para dar atenção a algum hospede. É aconselhável atrasá-la, no Maximo, ate a terceira parte (noa) da noite, salvo se teme que passe o seu prazo ou, para isso, se tenha de faltar à aração coletiva. Neste último caso ela é feita na hora certa, com os outros.

Foi assim que o Islam fixou os horários para as cinco orações, com limites e critérios que não podem ser alterados, nem deslocados, conforme as estações do ano. Seu relógio pode ser regulado pelo chamado do mu´azin, tanto no verão como no inverno.

Nota: quando se anuncia a Oração da Noite e, naquele mesmo momento se está começando a jantar, janta-se, primeiro para não se ficar a pensar no jantar durante a oração. Assim, ao se fazer à oração, fica-se sossegado e com a concentração necessária. Não se reza quando se está com vontade de urinar ou defecar, porque isto foi prescrito pelo Mensageiro de Deus (Deus o abençoes e lhe dê paz).