Trabalho é Louvor

 

Louvado seja Allah, O Glorificamos, é d'Ele que solicitamos e é d'Ele que pedimos Perdão. Pedimos a proteção de Allah de nosso próprio mal e dos danos de nossas ações. Aqueles que por Allah são guiados, não podem ser desencaminhados e aqueles que por Allah são desencaminhados, não podem ser guiados. Testemunho que não há nenhum verdadeiro deus senão Allah, Sozinho e sem parceiros e testemunho que Muhammad é Seu Profeta e Mensageiro.

A Religião Islâmica afeta a vida do Convicto de Fé em todos seus aspectos, não só dentro da mesquita ou das instituições Islâmicas, mas também em seu dia a dia. O Profeta falou para seus companheiros (radi allahu 'anhum): “Deveria informá-los das melhores e mais sagradas ações perante seu Senhor, que faz mais que, elevar suas posições (com Ele), e é melhor para vocês que o uso de ouro e dinheiro, ou até mesmo melhor que a batalha contra o inimigo?” Eles (radi alaahu 'anhum) responderam: “É claro que sim! Conte-nos!” Ele continuou: “Lembrar-se de Allah,” (Sahih at-Tirmizi/Sahih Ibn Maajah). Isso quer dizer, que devemos sempre nos lembrar de Allah e não somente nas sextas-feiras, e o jeito que ganhamos e administramos nosso dinheiro é uma dessas coisas, pois devemos agir como aqueles que têm a Orientação de Allah e aqueles que são pacientes, sempre se lembrando d'Ele.

Todo muçulmano tem o dever de amar as pessoas ao fim de agradar Allah amando apenas aqueles que possuem “Tauhid” (a Soberana Individualidade de Allah – o Monoteísmo puro) e a odiar aqueles que possuem “Chirk” (a associação e parceria atribuídas a Allah). O amor que devemos ter por nosso Senhor vem de ter obediência a Ele e quando escolhemos desobedecê-lo, caímos logo no desvio da Verdade que nada mais é que o desvio do Dín Islâmico.

Existe um ótimo exemplo em nossa História (Islâmica) que é a Batalha de Uhud que leva esse nome porque aconteceu na colina de Uhud. Perdemos essa batalha simplesmente porque alguns dos soldados (Muçulmanos) desobedeceram à ordem dada por Rasulu-Lah e não guardaram seu ponto (como arqueiros) até que fossem liberados por Rassulu-Lah com um sinal. A batalha estava praticamente ganha, quando, o exército inimigo (do Quraich) vendo que o ponto estava desprotegido atacaram os Muçulmanos por trás. Eles foram quase que aniquilados por eles, foi uma batalha sangrenta e de muitas perdas para nossa Nação Islâmica (Ummah). E é o que acontece quando seguimos nossas vontades (sem consultar o Alcorão ou o “sunnah” do Profeta ). Acabamos fazendo como as pessoas que seguem suas vontades e desejos no lugar da obediência (as pessoas que mudam uma religião que já é completa e perfeita e que seguem o padrão, a moda).

Essa é uma cegueira do coração que causa o chamado “chubuhaat” ou a dúvida na Fé (a fraqueza de convicção dela), e a única coisa que salva o Muçulmano dessa doença é a obediência do “Sunnah” do Profeta Muhammad juntamente com o Alcorão.

Em conclusão, é necessário saber que tudo na Religião Islâmica é Louvor, assim como o trabalho do Muçulmano como: que tipo de trabalho e se ele trabalha honestamente. E se ele tem um negócio, que tipo de negócio ele tem, se ele paga bem seus funcionários e em dia, se ele vende aquilo que é “halal” e se ele paga seus dois por cento ao ano (Zakat).

E que Allah nos Guie e Mostre-nos Misericórdia. Amin!

Qualquer erro deste documento é produto de minha própria pessoa e aquilo que está correto é nada mais nada menos que fruto de Allah, O Perfeito.